Economia

Com alterações, Senado aprova a MP do saque do FGTS

31 de Julho de 2020 às 10h46 - Por: Agência Brasil Foto: Marcello Casal Jr // Agência Brasil
[Com alterações, Senado aprova a MP do saque do FGTS]

Texto voltará à Câmara

As contas públicas registraram, em junho, saldo negativo recorde, devido aos efeitos da pandemia de Covid-19 na economia. O setor público consolidado, formado por União, estados e municípios, apresentou déficit primário de R$ 188,682 bilhões, no mês passado, o maior resultado negativo mensal da série histórica iniciada em dezembro de 2001. Em junho de 2019, houve déficit primário de R$ 12,706 bilhões. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (31) pelo Banco Central (BC).  

No mês passado, o Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) apresentou déficit primário de R$ 195,180 bilhões. Os estados e municípios, além de empresas estatais, contribuíram para reduzir o défict ao apresentar saldos positivos.

O superávit primário dos governos estaduais chegou a R$ 5,592 bilhões e dos municipais, a R$ 187 milhões.

As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas as dos grupos Petrobras e Eletrobras, registraram superávit primário de R$ 719 milhões no mês passado.

Resultado acumulado

No primeiro semestre, o déficit primário chegou a R$ 402,703 bilhões, contra o resultado negativo de R$ 5,740 bilhões, em igual período de 2019.

Em 12 meses encerrados em junho, o déficit primário ficou em R$ 458,835 bilhões, o que representa 6,38% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

A meta para este ano era de déficit primário de R$ 118,9 bilhões. Entretanto, o decreto de calamidade pública dispensou o governo de cumprir a meta.

Despesas com juros

Os gastos com juros ficaram em R$ 21,480 bilhões em junho, contra R$ 17,396 bilhões no mesmo mês de 2019. No primeiro semestre, essas despesas acumularam R$ 173,613 bilhões, ante R$ 181,112 bilhões em igual período do ano passado.

Resultado nominal

Em junho, o déficit nominal, formado pelo resultado primário e os gastos com juros, ficou em R$ 210,161 bilhões, contra o resultado negativo de R$ 30,102 bilhões em igual mês de 2019. No acumulado de seis meses do ano, o déficit nominal chegou a R$ 576,315 bilhões, contra R$ 186,852 bilhões em igual período de 2019.

Dívida pública

A dívida líquida do setor público (balanço entre o total de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais) chegou a R$ 4,176 trilhões em junho, o que corresponde 58,1% do PIB. Em maio, esse percentual estava em 55%.

Em junho, a dívida bruta - que contabiliza apenas os passivos dos governos federal, estaduais e municipais – chegou a R$ 6,153 trilhões ou 85,5% do PIB, contra 81,9% em maio deste ano.

A dívida pública bruta é um indicador usado pelas agências de classificação de risco para avaliar a solvência das finanças de um país. Quanto mais alto o indicador, maior a desconfiança em relação à capacidade de um governo honrar os compromissos.

Comentários

Outras Notícias

[Desemprego na pandemia continua subindo e chega a 13,7%]
Economia

Desemprego na pandemia continua subindo e chega a 13,7%

14 de Agosto de 2020

Dados são da Pnad Covid-19, divulgada nesta sexta pelo IBGE

[Caixa credita auxílio emergencial para 4 milhões de nascidos em agosto]
Economia

Caixa credita auxílio emergencial para 4 milhões de nascidos em agosto

14 de Agosto de 2020

Benefício foi criado para reduzir os efeitos da Covid-19

[Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte]
Economia

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

14 de Agosto de 2020

Medida beneficia todos os funcionários do setor

[Após defender teto de gastos, Bolsonaro admite ultrapasse de verba: “Qual é o problema?”]
Economia

Após defender teto de gastos, Bolsonaro admite ultrapasse de verba: “Qual é o problema?”

14 de Agosto de 2020

Declaração foi feita nesta quinta (13) em transmissão ao vivo elas redes sociais

[Brasil recebe US$ 1 bi para pagamento de programas emergenciais]
Economia

Brasil recebe US$ 1 bi para pagamento de programas emergenciais

13 de Agosto de 2020

Banco Interamericano de Desenvolvimento é responsável pelo empréstimo

[Caixa libera saque de auxílio emergencial para 4 milhões de pessoas]
Economia

Caixa libera saque de auxílio emergencial para 4 milhões de pessoas

13 de Agosto de 2020

Benefício foi criado para reduzir os efeitos da Covid-19

Galeria

[Requalificação da Avenida Sete e Praça Castro Alves ]

Requalificação da Avenida Sete e Praça Castro Alves

14 de Agosto de 2020

Ver todas as galerias

Vídeos

[Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”]

Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”

03 de Julho de 2020

Ver todos os vídeos