Justiça

Justiça rejeita denúncia contra presidente da OAB afastado por supostamente caluniar Moro

14 de Janeiro de 2020 às 17h52 - Por: Felipe Pontes/Agência Brasil Foto: Divulgação
[Justiça rejeita denúncia contra presidente da OAB afastado por supostamente caluniar Moro]

Para juiz, apesar do "exagero do pronunciamento", não houve delito

A Justiça Federal de Brasília rejeitou denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em dezembro contra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, que foi acusado de caluniar o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Na denúncia, o procurador Wellington Divino Marques de Oliveira pedia o afastamento de Santa Cruz do cargo. Para o MPF, o presidente da OAB teria caluniado Moro em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, concedida em julho do ano passado, e de agir como “militante político”.  

Na entrevista, Santa Cruz afirmou que Moro “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”. Ele fez referência à Operação Spoofing, da Polícia Federal, responsável por investigar a invasão de celulares de autoridades da República.

O juiz Rodrigo Parente Paiva Bentemuller, da 15ª Vara Federal de Brasília, reconheceu que a declaração de Santa Cruz “não se amolda a uma fala institucional, tendo o acusado extrapolado suas funções”, mas afirmou que, apesar da contundência, ela não se configura como crime de calúnia.

Para o magistrado, “o denunciado não teve intenção de caluniar o Ministro da Justiça (animus caluniandi), imputando-lhe falsamente fato criminoso, mas sim, apesar de reconhecido um exagero do pronunciamento, uma intenção de criticar a atuação do Ministro”.

“Por oportuno, é descabido falar em afastamento do Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, tendo em vista a ausência de cometimento de delito no caso apresentado”, acrescentou o juiz.

Em nota, o advogado de defesa de Santa Cruz, Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, disse que “ganha com esta decisão, principalmente, a sociedade brasileira”.

A Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Justiça e Segurança Pública e aguarda retorno. À época da apresentação da denúncia, Moro disse esperar "que a Justiça seja feita e que a ação por calúnia demova o Presidente da OAB de persistir com ofensas gratuitas às autoridades públicas”.
 

Comentários

Outras Notícias

[Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy]
Justiça

Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy

08 de Agosto de 2020

Secretário de Transportes de São Paulo foi preso na quinta-feira

[Ministério Público paraguaio desiste de denúncia e Ronaldinho Gaúcho deve para voltar ao Brasil]
Justiça

Ministério Público paraguaio desiste de denúncia e Ronaldinho Gaúcho deve para voltar ao Brasil

07 de Agosto de 2020

Ex-jogador de futebol e o irmão estão presos em Assunção desde março

[Mãe perde guarda da filha após jovem participar de ritual candomblecista]
Justiça

Mãe perde guarda da filha após jovem participar de ritual candomblecista

07 de Agosto de 2020

Denúncias de maus-tratos e abuso sexual foram feitas; exame não apresentou lesões

[Justiça manda apreender carro de luxo do deputado Luis Miranda ]
Justiça

Justiça manda apreender carro de luxo do deputado Luis Miranda

06 de Agosto de 2020

Juiz afirmou que o deputado acumula “diversas dívidas”

[Jurista protocola pedido de impeachment de Augusto Aras]
Justiça

Jurista protocola pedido de impeachment de Augusto Aras

04 de Agosto de 2020

Modesto Carvalhosa solicitou que Senado “julgue os crimes de responsabilidade do PGR”

[Procuradoria Geral da República recorre contra prisão domiciliar de Queiroz]
Justiça

Procuradoria Geral da República recorre contra prisão domiciliar de Queiroz

03 de Agosto de 2020

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro deixou presídio no dia 9 de julho

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”]

Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”

03 de Julho de 2020

Ver todos os vídeos