Política

"Pra ele deve ser uma gripezinha", diz vereador Paulo Henrique sobre prefeito de Mata de São João

31 de Julho de 2020 às 10h26 - Por: Redação PNotícias Foto: Reprodução
[

Prefeito Marcelo Oliveira determinou abertura das atividades econômicas para este sábado (1°)

O vereador da cidade de Mata de São João, Paulo Henrique (PT), demonstrou insatisfação ao falar sobre as postura adotada pelo prefeito da cidade, Marcelo Oliveira (PSDB), durante a pandemia do novo coronavírus. O vereador, em conversa com Dinho Junior, na manhã desta sexta-feira (31), no programa PNotícias, da Piatã FM, relacionou a atitude do prefeito às atitudes tomadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). De acordo com Paulo Henrique, Marcelo seria apoiador de Bolsonaro e também deve minimizar a pandemia, assim como o presidente já fez. 

Sendo questionado sobre a atitude do prefeito em declarar a reabertura do comércio nesse sábado (1°), na cidade de Mata de São João, Paulo Henrique disse que é a favor da reabertura, mas ponderou: “Que haja uma fiscalização”. Ele também contou como está sendo o processo de pandemia no município. Segundo ele, faltou um posicionamento mais “enérgico” da prefeitura no início da pandemia.

“O que aconteceu aqui em Mata é que, no início dessa pandemia, não foi tratado da forma que deveria ser. Não houve barreira sanitária, não houve nenhum tipo de fiscalização mais rígida em relação às pessoas, aos comércios, a essas questões que, de certa forma, alavancam a pandemia, que causam aglomeração. Chegou ate um momento em que a prefeitura chegou a comemorar os resultados, antes do pico total. ‘Ah, Mata de São João não está registrando’, ‘Segundo as cidades vizinhas, Mata está com o menor índice’ e descuidou. E na hora que descuidou, veio pico, começara a vir os óbitos, os últimos óbitos que tiveram, a maior parte deles, foi nesse mês de julho. Então, não tomou o cuidado que deveria ter tomado”. 

Ele também comentou que não houve fiscalização nas praias, no litoral, onde há pessoas residindo.  “As pessoas continuaram frequentando as praias da mesma forma que antes. Apenas o comércio foi punido e os nativos foram punidos. Eu acho que se tivesse, no início dessa pandemia, tomado as atitudes necessárias, medidas mais enérgicas, provavelmente, a gente poderia estar abrindo o comércio de uma forma mais tranqüila, sem nenhum tipo de polêmica”, contou. Por fim, ele afirma que é a favor da reabertura do comércio, porém com cautela e fiscalização da Prefeitura.

O vereador Paulo Henrique disse ainda que atitude do prefeito Marcelo Oliveira, de reabrir o comércio neste sábado (1°), pode ser movida por questões políticas. Ele disse: “Eu acho que possa ser que haja uma ligação política, até porque o prefeito daqui [Mata de São João] é apoiador de Bolsonaro. Eu acho que para ele também a pandemia deve ser uma ‘gripezinha’”. 

“Lógico, se eu fosse o prefeito da minha cidade, eu reabriria junto com o governador do Estado, porque é quem ta coordenando todo o Estado. Porque na hora que aperta a pandemia, as pessoas precisam de UTI, não é no hospital do município que elas são atendidas. É no hospital do governo do Estado. O Estado [governador] que está coordenando essa ação, então eu acho que tem que ter diálogo, tem que ter conversa”, opinou. 

“Eu sei que a nossa cidade hoje, infelizmente, não tem um bom dialogo com o governo do Estado, muito em função do prefeito da nossa cidade, que não faz questão nenhuma de dialogar. Diversos encontros, diversas reuniões com o nosso governador e ele sequer participou. Enquanto ele não participou, o prefeito ACM Neto, com o nosso governador, mostrou como é que se faz política, colocando o interesse da população acima de qualquer coisa. Porque a gente está tratando de vida e parece que essa não é a prioridade do nosso prefeito”, disparou o vereador.

Retomando a fala do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que pediu cautela aos prefeitos de outros municípios ao reabrirem o comércio, pois isso afetaria diretamente na economia da capital baiana, caso tivesse que atender casos vindos de outra região, o vereador ratificou a sua opinião de que, neste momento, de que o trabalho dos gestores deve ser feito em conjunto. Ele pontua que, com essa atitude, parece que ACM Neto “só está pensando em Salvador” e não em toda a Bahia.

“É o que eu te falo. Nós temos que fazer um trabalho em conjunto. Colocar o interesse de toda população acima de qualquer disputa política. Não é o momento da gente pensar só na gente, é o momento da gente pensar em todos, é um momento de empatia, de solidariedade. E parece que, com essa atitude, o prefeito de Salvador só está pensando em Salvador, enquanto nosso governador está pensando em toda Bahia”, disse. E continuou: “A gente como legislador, como homem público, a gente tem que pensar no bem de todos. Logicamente que eu penso em especial na minha cidade, mas eu tenho certeza que se todos fizerem o seu dever de casa juntos, compartilhando da mesma ideia, sairemos mais forte e mais rápido dessa pandemia. Não é atropelando as coisas, como eu acho que o prefeito ACM Neto está fazendo aí em Salvador”.

O vereador afirmou, porém, que entende a angústia dos empresários e sabe das dificuldades. Ele acredita que, neste momento deveria ter também um auxílio, tanto do governo federal, como dos governos municipais, para esses empresários que também foram afetados pela pandemia. 

Paulo Henrique também chama atenção à falta de investimento público na cidade de Mata de São João. Segundo ele, a maioria da população do município é pobre e está passando dificuldade nesse momento.

Ele opina: “É muito triste ver o que acontece aqui na nossa cidade e eu espero que o prefeito ACM Neto, que até então teve um comportamento democrático, – já que desde lá de Wagner a gente vem dando exemplo na Bahia de como é que se faz política, inclusive, respeitando aqueles que pensam diferente, estão do lado oposto – queira atropelar e só pensar na sua cidade. Se ele tem vontade de ser governador, não é esse o caminho que ele tem fazer”. 

O vereador continua falando sobre as atitudes do prefeito ACM Neto e comenta sobre a postura do presidente Jair Bolsonaro em meio a pandemia. Ele dispara: “Se veio [ACM Neto] até agora dialogando e conversando com o governador, trabalhou em conjunto, o governo do Estado deu toda estrutura para que ele pudesse combater a pandemia na nossa maior cidade, – eu compreendo que é nossa maior cidade, uma das nossas maiores economias – ele tem que ser coerente com o início dessa pandemia e achar a solução junto com o nosso governador, que é o correto a se fazer. Não é fazer que nem Bolsonaro está fazendo; Bolsonaro só está pensando na reeleição dele de 2022 e não está pensando na pandemia, está pensando apenas em manter o eleitorado dele e este não é o caminho. O momento agora é de salvar vidas”. 

Questionado sobre o que ele acha que vai acontecer após a reabertura do comércio em Mata de São João, ele definiu como “algo imprevisível”, mas se mostrou otimista ao citar a possível descoberta da vacina.

“Eu acho que os estudos para a vacina estão avançando e ano que vem nós vamos ter uma recuperação econômica forte, inclusive aqui em Mata de São João. Eu acho que o turismo doméstico irá aumentar, isso vai beneficiar o nosso setor para o ano que vem”, comenta. E pontua: “É ter paciência. O momento agora é de salvar vidas”. 

O vereador Paulo Henrique destaca também que não concorda com um possível retorno das aulas presenciais. “Eu espero que as pessoas não retomem também as aulas”, diz. 

“Já se fala nessa questão de retorno das aulas, eu acho um absurdo. Até então, eu sou contrário. Não tem nenhum numero que leve a crer que esse vai ser o caminho. Já estamos em setembro, então a gente tem que ter cautela”, opinou Paulo Henrique.

“Eu acho que está próximo da gente vencer essa pandemia. Os números que o governo do Estado tem mostrado aqui na Bahia nos dá esperança. O número de mortalidade aqui em nosso estado é baixo comparado a todo o Brasil. Isso mostra que o governador Rui Costa fez um excelente trabalho. É uma pena que ainda tem prefeitos e políticos que só pensam em eleição, em reeleição, como aqui o prefeito de Mata de São João, que em nenhum momento deu nenhuma seguridade aos mototaxistas, aos ambulantes, aos feirantes, não houve nada, absolutamente nada. E eu posso te garantir que Mata é uma cidade que tem estrutura e uma cidade rica, que poderia ofertar muito mais a seu povo”, conclui. 

Comentários

Outras Notícias

[Para Maia, reforma tributária é o eixo de desenvolvimento do país]
Política

Para Maia, reforma tributária é o eixo de desenvolvimento do país

10 de Agosto de 2020

Presidente ressaltou que o atual sistema tributa a produção e a exportação, o que reduz a competitividade nacional

[Presidente do MDB dá carta branca para Geraldo Jr. escolher futuro político]
Política

Presidente do MDB dá carta branca para Geraldo Jr. escolher futuro político

10 de Agosto de 2020

Baleia Rossi diz que Geraldo tem “liberdade” para tomar decisão

[Toffoli é internado com diagnóstico de pneumonite alérgica ]
Política

Toffoli é internado com diagnóstico de pneumonite alérgica

10 de Agosto de 2020

Teste descartou suspeita de Covid-19

[Augusto Aras considera senador como “inimigo pessoal” e diz estar sofrendo perseguição ]
Política

Augusto Aras considera senador como “inimigo pessoal” e diz estar sofrendo perseguição

09 de Agosto de 2020

Procurador-geral da república anda se desentendendo com o senador Alessandro Vieira

[Temer aceita convite de Bolsonaro para chefiar missão de ajuda ao Líbano]
Política

Temer aceita convite de Bolsonaro para chefiar missão de ajuda ao Líbano

09 de Agosto de 2020

Presidente afirmou que medicamentos e insumos serão levados por avião da FAB

[Jornal Nacional faz registro positivo sobre Bolsonaro e surpreende telespectadores]
Política

Jornal Nacional faz registro positivo sobre Bolsonaro e surpreende telespectadores

09 de Agosto de 2020

Publicações sobre episódio de racismo contra entregador de app foram exibidas no noticiário

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”]

Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”

03 de Julho de 2020

Ver todos os vídeos