Saúde

CEO da Backer pede para não consumirem Belorizontina de nenhum lote

14 de Janeiro de 2020 às 19h49 - Por: Marcelo Brandão/Agência Brasil Foto: Divulgação Rede Minas/TV Brasil
[CEO da Backer pede para não consumirem Belorizontina de nenhum lote]

Ministério da Agricultura já tinha mandado retirar cervejas do mercado

A CEO (chief executive officer, na sigla em inglês, ou diretora executiva) da cervejaria Backer, Paula Lebbos, pediu hoje (14) que ninguém consuma a cerveja Belorizontina, que, no Espírito Santo, recebe o rótulo de Capixaba, até que os fatos sobre a contaminação da cerveja sejam esclarecidos. Exames laboratoriais realizados pela Polícia Civil de Minas Gerais identificaram a presença da substância dietilenoglicol em amostras da cerveja Belorizontina, produzida pela Backer.

Pelo menos uma pessoa morreu e outras foram internadas depois de tomar a cerveja. Dez pessoas foram intoxicadas. A morte de outra pessoa, ocorrida em 28 de dezembro, está sendo investigada como uma possível intoxicação pelo consumo da Belorizontina. “O que preciso agora é que não bebam Belorizontina, quaisquer que sejam os lotes, por favor. Quero que meu cliente seja protegido. Não sei o que está acontecendo”, disse Paula, em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira, em Belo Horizonte.

A diretora executiva da Backer afirmou que a substância dietilenoglicol, suposta responsável pelo envenenamento, não é usada no processo de fabricação de suas cervejas. Em seguida, disse que aguarda os resultados das análises do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Polícia Civil.

Ontem (13) o ministério determinou que a Backer retire de circulação todas as suas cervejas e chopes produzidos desde outubro do ano passado até agora. A cervejaria está interditada, por ordem do ministério. “A Backer quer facilitar para que [o problema] seja solucionado o mais breve possível, para que a nossa fábrica seja liberada, até porque os funcionários precisam trabalhar, e minha família também depende dessa empresa”, disse a executiva.

A Backer produz cervejas em 70 tanques de 18 mil litros cada. A Belorizontina é produzida em apenas um desses tanques, o número 10. Questionada pelos jornalistas, Lebbos disse que vai procurar as vítimas e suas famílias para “oferecer qualquer tipo de ajuda que elas precisarem”. Ela afirmou que não está preocupada com o prejuízo financeiro, e sim com o mercado de cervejas artesanais e com os clientes.

“O que nos preocupa muito é o prejuízo em relação à nossa marca e ao mercado cervejeiro artesanal. Eu tenho certeza [de] que o que diz respeito ao [aspecto] financeiro será superado. O que a gente não quer é que clientes que tomam a nossa cerveja sejam prejudicados”, acrescentou.
 

Comentários

Outras Notícias

[Prefeitura de Salvador convoca mais 366 aprovados em seleção pública da Saúde]
Saúde

Prefeitura de Salvador convoca mais 366 aprovados em seleção pública da Saúde

23 de Janeiro de 2020

Convocação publicada no Diário Oficial do Município sanará déficit de profissionais que atuam em funções administrativas nas farmácias dos postos de saúde da capital

[OMS diz que é cedo para declarar emergência global por coronavírus]
Saúde

OMS diz que é cedo para declarar emergência global por coronavírus

23 de Janeiro de 2020

Vírus matou pelo menos 17 pessoas na China

[Anvisa decide simplificar acesso a medicamentos de canabidiol]
Saúde

Anvisa decide simplificar acesso a medicamentos de canabidiol

22 de Janeiro de 2020

Decisão reduziu a documentação necessária para requerer a importação do medicamento

[Análise encomendada pela Backer nega contaminação da água]
Saúde

Análise encomendada pela Backer nega contaminação da água

22 de Janeiro de 2020

Perícia paga pela cervejaria mostra “contaminação eventual” de cerveja

[Laboratórios recolhem medicamentos para úlcera no estômago]
Saúde

Laboratórios recolhem medicamentos para úlcera no estômago

22 de Janeiro de 2020

Lotes de remédios podem estar contaminados com produto cancerígeno

[Ministério confirma morte por febre hemorrágica em São Paulo]
Saúde

Ministério confirma morte por febre hemorrágica em São Paulo

21 de Janeiro de 2020

Paciente foi contaminado por vírus não registrado no país há 20 anos

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí]

Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí

18 de Outubro de 2019

Ver todos os vídeos